ARTIGOS,

21 padrões hipnóticos para aplicar em seus negócios e faturar mais

maio 28, 2014 RONALDO COSTA 0 Comments

Uma coisa que me faz ficar intrigado, chama minha atenção e me deixa extasiado é pensar que nossa mente é tão influenciável que qualquer pessoa com uma boa técnica pode chegar, oferecer um produto e fazer com que a gente compre sem ao menos precisarmos dele. Se você parar para analisar, isso acontece o tempo todo. Em qualquer meio de comunicação estamos sujeitos a sermos influenciados, mesmo sem percebermos.
Uma das maneiras mais efetivas de influenciar uma pessoa é através de sugestões que são aceitas como verdades universais pelo cérebro. Você consegue se lembrar de algum sonho em que estava jogando futebol e de repente tentou chutar o próprio colchão? Ou sonhou que estava caindo e sentiu frio na barriga? Ou ainda, quando você era criança, sonhava com uma cachoeira e molhava todo o colchão? Tudo isso não passa de interpretações do seu próprio cérebro. De tão intensa que é a sensação, ele passa a considerar aquele momento como sendo uma verdade universal.
Bom, mas o que isso tem a ver com vendas, afiliados, internet, dinheiro e principalmente marketing digital? A resposta é simples. Sabendo que qualquer pessoa pode se envolver com uma história e considerá-la uma verdade universal por alguns instantes, é possível criar artigos, vídeos e áudios focados em entregar uma bela história com padrões hipnóticos que abram caminho para vender qualquer tipo de produto.
Padrões Hipnóticos

Um cara chamado Milton Erickson

Antes de falar de Milton Erickson, perceba que a hipnose está presente na vida do ser humano desde sempre. Não existem relatos que provem quando iniciou, mas evidências mostram que alguns povos antigos como os Maias, Astecas, Persas e os Gregos utilizavam a hipnose como meio de cura. Os sacerdotes ou os bruxos provocavam um estado chamado “sono mágico” através da imposição das mãos ou rituais caracterizados por cantos e danças com um ritmo monótono.
A utilização efetiva da hipnose como forma de tratamento começou a ser estudada por Anton Mesmer que acreditava que o magnetismo pessoal poderia curar as pessoas. Segundo Mesmer, cada pessoa poderia usar seus fluidos magnéticos para influenciar e curar outras pessoas. O estudo da hipnose evoluiu com o passar dos anos. De 1800 até a metade do século passado, muitos estudiosos complementaram os estudos e formaram o que conhecemos hoje como hipnose tradicional, que é a hipnose onde um especialista induz uma pessoa ao transe para resolver seus problemas de forma inconsciente.
No dia 5 de Dezembro de 1901 nasceu um cara que mudaria toda a história da hipnose e criaria o que chamamos hoje de hipnose moderna, ou ericksoniana. Percebendo que a hipnose tradicional era eficaz somente se o transe fosse feito de maneira perfeita, Milton Erickson criou uma série de técnicas que induziam o transe hipnótico em pessoas conscientes, acordadas. Ele notou que o cérebro pode ser guiado de maneira que fique mais receptivo a certas sugestões. Dessa forma, mesmo acordada uma pessoa poderia ser curada de suas fobias e problemas do passado em tempo recorde ou aceitar as mais variadas sugestões (até mesmo as mais descabidas).
Milton Erickson ficou na cadeira de rodas durante boa parte de sua vida. Nesse tempo ele elaborou uma série de comandos que, se aplicados de forma correta, podem tornar o cérebro mais receptivo a uma ideia. Suas técnicas revolucionaram tanto a área da psicologia que atualmente grande parte das universidades ensinam hipnose ericksoniana. Erickson era tão incrível que conseguia induzir uma pessoa a levantar o braço enquanto conversava com ela, sem que ela notasse que estava com o braço naquela posição.

A hipnose ericksoniana em nosso contexto

Levando em consideração que atuamos na internet, mantendo contato com nosso público através de artigos, vídeos, imagens, áudios e breves interações, a hipnose ericksoniana é uma ferramenta incrível e que vai fazer seu queixo cair quando você começar a utilizá-la.
Antes de mais nada, aplicar técnicas de hipnose moderna na vida real é extremamente complicado porque exige um certo tom de voz para determinados comandos que você queira embutir, mas é ótima para ganhar dinheiro vendendo produtos como afiliado ou influenciar pessoas para o seu modo de pensar através de vídeos ou textos, pois são facilmente editáveis e podem ser bem planejados.

Padrões hipnóticos de Milton Erickson

Como você já deve saber, nossa mente inconsciente é a parte mais atenta e menos controlável que existe. Se uma pessoa triste tenta se mostrar animada, sua mente capta essa mensagem. Se uma pessoa arrogante tenta se mostrar humilde, sua mente também capta essa mensagem. Coisas desse tipo acontecem sempre e você com certeza se lembra de alguma situação em que alguém tentou te enganar, mas seu “6º sentido” mostrou a verdade.
Dois princípios importantes:
  • O cérebro não processa a palavra “não“. Por exemplo, se eu disser: não pense em um elefante branco com a bunda virada para você. O que acontece? Primeiro você pensa nesse elefante e depois você se ilude pensando que não pensou (entendeu mais ou menos a ideia?). Utilizar a palavra “não” com sabedoria pode fazer milagres.
  • Na hipnose existem os chamados comandos embutidos. Eles são responsáveis por burlar a mente consciente (que é extremamente crítica) e chegar ao nível inconsciente, onde é possível fazer sugestões. É nesse nível que ganhamos a confiança das pessoas e realizamos boas vendas.
Vamos aos padrões.

1 – Eu não lhe diria_____, porque…
Mesmo que eu coloque essa frase na negativa, de qualquer forma já dá a entender o que estou dizendo. A negativa “Eu não lhe diria” quebra a resistência e a palavra “porque” atribui autoridade ao que eu digo e ao mesmo tempo desvia a atenção de um comando embutido que eu posso colocar posteriormente.
Por exemplo: Eu não lhe diria para comprar o X, porque você sabe do trabalho do Fulano de Tal e de como você pode crescer com esse curso.
2 – Eu poderia lhe dizer que_____, mas…
Você não poderia colocar nenhuma objeção, já que que estou simplesmente comunicando o que eu poderia fazer. O “mas” engana a atenção do consciente de forma que podem ser incluídos comandos embutidos sem que haja uma objeção por sua parte.
Por exemplo: Eu poderia lhe dizer que o curso X é incrível, mas prefiro que você descubra por si mesmo.
3 – Mais cedo ou mais tarde…
Esse é um dos padrões mais influentes que existem. Ele utiliza o pressuposto do inevitável. Pressupõe-se que algo vai acontecer e não importa o que seja feito.
Por exemplo: Mais cedo ou mais tarde, você vai perceber que o Fulano de Tal é o empreendedor que mais cresce no cenário digital.
 4 – Algum dia (ou em algum lugar)…
É o mesmo caso do item anterior. Pressupõe-se que isso é algo inevitável. Mais dia ou menos dia, vai acontecer. Então é melhor imaginar isso agora e deixar acontecer.
Por exemplo: Algum dia, você ainda fará parte de nossa família, nessa fantástica empresa de marketing de rede.
5 – Tente resistir…
Isso pressupõe que qualquer resistência será inútil. Esse padrão contém dois lados: ou o leitor (cliente) tenta resistir, obedecendo ao comando direto ou não resiste, atendendo ao comando indireto. De uma forma ou de outra o comando é passado sem resistência.
Por exemplo: Tente resistir a essa incrível proposta de ganhos rápidos com o sistema XYZ.
6 – Estou me perguntando se você_____… ou não.
Essa é uma pergunta embutida seguida de um comando embutido. No final, o “ou não” é opcional e serve como uma saída estratégica.
Por exemplo: Estou me perguntando se você gostaria de participar do nosso treinamento no final de semana, sem nenhum compromisso… ou não.
 7 – Talvez você não tenha… , ainda.
A palavra “ainda” também é algo que indica o inevitável. Já o “talvez” funciona como um suavizador. A palavra “não” produz exatamente a imagem do que está sendo negado.
Por exemplo: Talvez você não tenha se convencido a comprar nosso livro ainda.
8 – Estou me perguntando o quê você gostaria de fazer primeiro.
A palavra “primeiro” está contida em uma pergunta embutida. Isso faz o leitor pressupor que ambas as escolhas vão ocorrer de qualquer jeito. O consciente é desviado pela preocupação com a ordem em que vão ocorrer.
Por exemplo: Estou me perguntando o que você gostaria de fazer primeiro: fechar a compra do carro ou escolher mais opcionais.
9 – Você vai _____ agora, ou você vai _____?
Assim como no item 8, a pressuposição aqui é que existem apenas as escolhas que forem passadas. Ou seja, a escolha de uma das opções é inevitável.
Por exemplo: Você fará seu cadastro agora, ou aguardará até o dia do evento? Você vai comprar o curso agora ou apenas no último dia?
10 – Alguém pode _____, porque …
Este é um padrão chamado de “lógica sem lógica”. O leitor é obrigado a inventar uma lógica casual entre as orações.
Por exemplo: Alguém pode criticar o nosso sistema de ganhos, porque essa pessoa é uma fracassada e sem expectativas.
11 – … disse (ou dizia) _____, “_______________”
Você passa seu comando através da citação de alguém.
Por exemplo: Já dizia Robert Kyiosaki: “A melhor maneira de fracassar é evitando o fracasso.”
12. … me disse uma vez, “__________”
Mesmo padrão do item 11, porém adicionando metáforas que tem o objetivo de tocar emocionalmente os leitores ou clientes.
Por exemplo: Um grande blogueiro certo dia me disse que o sucesso com blogs é construído diariamente, um passo após o outro.
13 – fato, fato, fato, e…
Essa é uma das sequências mais eficazes da hipnose. Após uma série da afirmações comprovadas, você faz uma sugestão que terá uma chance maior de ser aceita, assim como as demais.
Por exemplo: Veja você: está lendo esse artigo, sobre hipnose, em frente ao computador ou smartphone, pensando como poderá aplicar essas técnicas em seu negócio, e sabe que eu não usaria seu tempo para lhe passar um conhecimento que não fosse extremamente importante.
14 – É fácil _____, não é?
O comando mágico “não é” serve para contornar a resistência e transformar um “não” em um “sim”.
Por exemplo: É fácil ganhar dinheiro com negócios e produtos inovadores, não é?
15 – Sem sombra de dúvida (ou com certeza) …
Alguns advérbios fazem com que a afirmação seguinte seja necessariamente verdadeira, reforçando os comandos embutidos. Exemplos de advérbios: com certeza, felizmente, infelizmente, indiscutivelmente, incrivelmente, etc.
Por exemplo: Indiscutivelmente, esse é o negócio do ano, vale à pena investir!
16 – Eu não sei se _____.
Este é um dos padrões mais utilizados e mais eficientes. Nele, a negação disfarça uma pergunta e um comando. É uma forma indireta de passar uma informação diretamente ao inconsciente.
Por exemplo: Eu não sei se esta é a grande oportunidade que mudará sua vida.
17 – Você pode _____, não pode?
O que torna esse padrão único é o “não pode?” no final. Você pode entender como ele suaviza a mensagem e cria uma forte empatia com o leitor, não pode?
Por exemplo: Você pode se esforçar para ganhar mais dinheiro com seu blog, não pode?
18 – A gente pode _____porque …
O “porque” dá credibilidade emocional a tudo o que é dito antes. Dessa forma nenhuma resistência é oferecida pela mente consciente.
Por exemplo: A gente pode ganhar dinheiro com blogs porque nosso trabalho duro garante que isso aconteça.
19 – Quem sabe você gostaria de _____
Os suavizadores são os melhores comandos para tornar sua escrita mais popular e influenciar pessoas. No item 7 eu passei o exemplo do “talvez”. Agora você conta com mais 2 suavizadores “quem sabe” e “gostaria”.
Por exemplo: Quem sabe você gostaria de se cadastrar em nosso plano de viagens anual, pois assim você poderia curtir com sua família e amigos.
20 – Você provavelmente já sabe …
Essa é uma forma elegante e eficiente de suavizar um comando indireto. O leitor é levado a colocar seu cérebro em ação e buscar qualquer conhecimento sobre o que foi afirmado. Enquanto isso, sua mente inconsciente capta a mensagem do comando embutido.
Por exemplo: Você provavelmente já sabe que o sucesso é para todos, mas nem todos são para o sucesso. Por isso a aquisição de nossos cursos pode fazer de você um blogueiro de sucesso.
21 – Estou curioso para saber se …
Este é simplesmente o comando mais utilizado por marketeiros e vendedores de sucesso. É uma forma indireta de fazer perguntas que desvia a atenção do consciente abrindo espaço para que sejam passados comandos embutidos.
Por exemplo: Estou curioso para saber quando você vai visitar o meu blog e deixar comentários construtivos.
Esses 21 comandos são utilizados por profissionais das mais variadas áreas e você pode aproveitar para testá-los em seu projeto.
Em algumas partes desse artigo eu usei alguns comandos hipnóticos. Se você tiver curiosidade, pode dar uma olhada com mais atenção e deixar seu comentário.

fonte: http://www.escoladinheiro.com

0 comentários: